Artigos e Publicações

A casa dos sonhos

A casa dos sonhos

Publicado em 07/01/2020

Escritório Andersen Ballão completa 10 anos de instalação em prédio histórico do bairro São Francisco


No início da década de 60, um garoto curioso transitava despreocupado pelas ruas do bairro São Francisco, em Curitiba, com aquele olhar próprio de quem desvenda o mundo. Uma das paisagens que mais chamava a atenção do menino naquela região era uma linda e ampla casa localizada na Avenida Jaime Reis. Que sonho seria para ele habitar aquele lugar. Mal sabia o jovem que, mais de 40 anos depois, aquela residência tão admirada se tornaria o seu local de trabalho: a sede do Escritório Andersen Ballão Advocacia.

Foi em 2003 que aquele menino, hoje sócio fundador do Escritório Andersen Ballão, conseguiu realizar o seu sonho de adquirir o prédio da Jaime Reis. “Já em 99 eu passava pela casa e lembrava da minha infância. Via que o local precisava de cuidados e desejava me dedicar a isso”, relata Wilson José Andersen Ballão. Após quatro anos de negociações com a família Calluf, então proprietária do imóvel, a concretização da compra se deu. “Depois da aquisição, foram necessárias muitas reformas. Mas valeu a pena. Temos um carinho enorme pelo lugar”, conta o advogado.

É notável que a relação de Wilson Ballão com o prédio onde está localizada a sua empresa é antiga, mas não tanto quanto a própria residência. Segundo Munira Calluf, antiga moradora da casa, o imóvel foi construído em 1948 por um arquiteto ítalo-austríaco de sobrenome Dominique. Munira destaca que, já naquela época, a beleza do local chamava atenção. “Antes de ser habitada, a moradia foi aberta para visitação durante três meses para a admiração de todos”, conta Munira. Wilson Ballão complementa: “o imóvel marcou uma época da cidade de Curitiba e, por isso, hoje ele tem um valor não apenas histórico para nós, mas – sobretudo – sentimental”.

Além da arquitetura do local, o arquiteto Dominique desenhou vários dos móveis que até hoje ornamentam a casa. O lustre de 32 braços presente na sala de reuniões do escritório é um desses objetos. Dois dos tapetes do local e um espelho que está no mesmo cômodo também. “Um dia mexemos neste espelho e percebemos que nele estava registrada a data de confecção: 1947”, relata Ballão.

Ainda hoje, a suntuosa casa do escritório Andersen Ballão é visitada por curiosos. São estudantes de arquitetura e jornalistas de revistas especializadas que fazem questão de contemplar o local e registrar a maneira cuidadosa como o prédio tem sido preservado para as gerações futuras.

E para comemorar os 10 anos de permanência do escritório Andersen Ballão no local – completados no último dia 22 de abril – uma ampla reforma está sendo feita no jardim do imóvel. “Vamos continuar zelando com apreço pelo prédio, pois sabemos que ele exemplifica um modelo de arquitetura típico da capital paranaense”, reforça Wilson Ballão.

Matérias Relacionadas

Observatório da Cultura Paranaense promove união de entidades inédita no estado

Observatório da Cultura Paranaense promove união de entidades inédita no…

Com assessoria jurídica da Andersen Ballão Advocacia, entidade apoia projetos culturais, científicos, históricos, literários, artísticos, gastronômicos, entre outros   Sediado oficialmente no prédio histórico do…

Leia mais
Clareza do contrato social é importante em favor da continuidade da empresa após a morte de sócios

Clareza do contrato social é importante em favor da continuidade…

DREI admite a transferência de quotas sem alvará judicial ou escritura pública de partilha   Uma decisão recente do Departamento Nacional de Registro Empresarial e…

Leia mais
Convênio da ABA com o Programa FAE LAW Experience capacita estudantes para a prática do direito

Convênio da ABA com o Programa FAE LAW Experience capacita…

O desenvolvimento das habilidades pessoais e profissionais necessárias no mercado jurídico é o foco da parceria   A prática do direito requer, por natureza, atualização…

Leia mais