Artigos e Publicações

ABA colabora com a revitalização do Museu Casa Alfredo Andersen

ABA colabora com a revitalização do Museu Casa Alfredo Andersen

Publicado em 7 de janeiro de 2020

Espaço expositivo onde o artista norueguês morou, situado na Rua Mateus Leme, abriga mostra do acervo de Andersen e artistas convidados

aba

O Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA) reabriu suas portas em dezembro após completa revitalização, que inclui nova expografia, identidade visual e proposta curatorial, além da mudança de nome para enfatizar a figura de museu casa.
A revitalização partiu de um projeto da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná (SEEC-PR), com recursos de R$ 700 mil destinados pela Renault do Brasil por meio do programa Paraná Competitivo. A obra teve recursos adicionais de R$25 mil doados pela Sociedade Amigos de Alfredo Andersen (SAAA). A entidade autônoma, que deu origem ao então Museu Alfredo Andersen, tem como objetivos principais cultuar a memória do artista e oferecer suporte nas mais diversas atividades do espaço.

Há 26 anos, a Sociedade é presidida pelo bisneto do pintor, Wilson José Andersen Ballão, sócio-fundador da Andersen Ballão Advocacia (ABA). “Desejamos reverenciar todas as gerações Andersen que passaram pela casa. Não só os familiares, mas também os diretores, professores e funcionários, que, com muita dedicação, fizeram e fazem do museu a continuidade da obra de Alfredo, meu bisavô”, diz o Dr. Ballão.

A SAAA atua de maneira conjunta com a diretoria do museu, quase que numa gestão compartilhada. Já a Andersen Ballão Advocacia, por meio de seu Departamento de Assuntos Culturais e Terceiro Setor, colaborou com o projeto na mediação e preparo da documentação de órgãos públicos para a liberação das obras durante a revitalização.

“Pudemos oferecer nossa expertise para toda a parte jurídica e documental de empréstimo de obras de colecionadores particulares, termos de parcerias com instituições que contribuíram para a nova expografia, contratos com alguns fornecedores e gerenciamento administrativo e financeiro das providências”, conta a sócia do Departamento de Assuntos Culturais e Terceiro Setor da ABA, Marcella Souza.

Exposições

Em cartaz, a mostra “Alfredo Andersen: in situ/em trânsito” faz referência à polaridade vivida por Andersen, como estrangeiro que se mudou para o Brasil. “A biografia de sua vivenda e ateliê arrastam dois universos pessoais: sua vida familiar e sua vida de ensino da arte com a comunidade. O projeto e a expografia revitalizam e reativam o rico acervo do pintor, e, sobretudo, colocam em foco a memória de sua obra como fundamento artístico”, explicam os curadores Adolfo Montejo Navas e Eliane Prolik.

Além do acervo do museu, de outras instituições e de colecionadores, a nova expografia também abre espaço para artistas convidados que, assim como Andersen, investigam a paisagem em suas produções. A artista que dá boas-vindas ao programa da sala rotativa A Razão da Paisagem, localizada no segundo andar, é Geórgia Kyriakakis.

Geórgia apresenta dois trabalhos: “Coordenadas (2011/2018)” e “Longe Daqui [Oeste] (2014)”. Trata-se de uma instalação com mesas suspensas que desnorteiam seu centro de gravidade e um conjunto de fotografias que, com sinergia visual, demarcam a ação do vento em árvores.

A casa

A casa em que funciona o museu, localizada no bairro São Francisco, região histórica de Curitiba, foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná em 1971, tornando-se patrimônio administrado pelo poder público estadual, vinculado à Coordenação do Sistema Estadual de Museus (COSEM) da SEEC-PR.

O novo Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA) valoriza o fato de Alfredo Andersen ali ter morado, trabalhado e lecionado. A nova arquitetura evidencia traços contemporâneos, e, ao mesmo tempo, preserva a memória da casa. O projeto é assinado pela equipe da Ato1Lab, com coordenação da arquiteta e cenógrafa Biba Bettega e do designer e cenógrafo Richard Romanini.

SERVIÇO
Mostras “Alfredo Andersen: in situ/em trânsito” e “Coordenadas (2011/2018)” / “Longe Daqui [Oeste] (2014)”, de Geórgia Kyriakakis.

Museu Casa Alfredo Andersen. Rua Mateus Leme, 336. Visitação de 3ª a 6ª das 9h às 18h; sáb. e dom., das 10h às 16h. (41) 3323-5148. Entrada franca.

Matérias Relacionadas

Prorrogação de envio da Declaração de Imposto de Renda  traz alívio aos contribuintes

Prorrogação de envio da Declaração de Imposto de Renda traz…

Saiba também como doar sua restituição pelo Imposto Solidário a fundos cadastrados Com as dificuldades trazidas pela pandemia da covid-19, a Receita Federal adiou a…

Leia mais
Serviços aduaneiros estão no DNA da Andersen Ballão  Advocacia

Serviços aduaneiros estão no DNA da Andersen Ballão Advocacia

Escritório oferece assessoria multidisciplinar para prover soluções ágeis e completas no comércio exterior Com o crescimento nas vendas internacionais de commodities, estima-se que o Brasil…

Leia mais
IAOSP debate limites entre música universal e regional

IAOSP debate limites entre música universal e regional

Série de gravações de concertos e entrevistas com pensadores culturais repensa a hierarquização cultural presente nas artes O que é melhor, o universal ou o…

Leia mais