Artigos e Publicações

ABA impulsiona seu Departamento de Italian Desk

ABA impulsiona seu Departamento de Italian Desk

Publicado em 7 de janeiro de 2020

Escritório fortalece vínculos com empresas e instituições italianas que mostram interesses no Brasil

Nada de esperar a crise econômica passar para investir no mercado e encontrar chances de crescimento. A Andersen Ballão Advocacia sempre identificou a tendência de internacionalização de empresas estrangeiras como uma oportunidade de ampliar ainda mais a sua atuação. Com um trabalho já intenso no atendimento a companhias alemãs, austríacas, suíças, suecas, norueguesas, finlandesas, dinamarquesas, inglesas, norte-americanas, argentinas, chilenas, colombianas, indianas, japonesas e chinesas que mantêm sedes no Brasil; o escritório tem reforçado também o seu Departamento de Italian Desk para amparar organizações da Itália com interesses na região Sul do Brasil.

Não é de hoje que a ABA possui em sua cartela de clientes empresas italianas com unidades locais. São organizações que chegaram ao Brasil há mais de dez anos e continuam a investir no mercado nacional mesmo diante da crise econômica. A experiência de formação profissional de advogados do escritório na Itália colaborou com o fortalecimento desses vínculos. Em 2014, a equipe de Italian Desk da Andersen Ballão – coordenada pelo sócio André Bettega – ganhou um reforço importante: a colaboração direta com o advogado italiano Marco Zorzi. Proveniente de Trento, Marco é formado em Direito pela Universidade Bocconi, de Milão, e tem se dedicado a potencializar ainda mais o networking da ABA neste segmento.

Networking à italiana

Iniciativas que visam estreitar relações com empresários, representantes políticos, instituições acadêmicas e demais entidades italianas têm impulsionado o Italian Desk da ABA. No último dia 8 de setembro, o advogado do Italian Desk da ABA, André Bettega, e advogado italiano Marco Zorzi participaram de um jantar oficial no Restaurante Madalosso com a presença de empreendedores italianos e o governador e deputados da região do Trentino Alto Adige.
Recentemente, a Andersen Ballão também recebeu em sua estrutura um grupo da Universidade LUISS, de Roma. A entidade tem interesse em oferecer para os seus alunos oportunidades de intercâmbios no Brasil. “Temos investido em ações como essas, pois acreditamos que a qualidade das relações internacionais – sejam empresariais, institucionais ou acadêmicas – é o que diferenciará os melhores escritórios de advocacia no futuro”, afirma André.

O advogado da ABA explica porque o Italian Desk é um segmento extremamente profícuo para o investimento do escritório mesmo diante do atual contexto econômico: “há setores da economia que sofrem em proporções menores com a crise. É o caso do setor agroflorestal, que tem identificado no Brasil um mercado vantajoso para a internacionalização. Empreendedores do Nordeste da Itália também escolheram o Sul do Brasil para aviar parcerias empresariais nas áreas de eficiência energética e geração distribuída. Isso demonstra que os mercados chamados ‘novos’ não representam mais uma terra pouco conhecida”.

Matérias Relacionadas

Entenda como funciona a proposição de um projeto na Lei Rouanet

Entenda como funciona a proposição de um projeto na Lei…

Mecanismo de fomento cultural do governo brasileiro foi reformulado em busca de maior transparência A Lei Rouanet foi repaginada pelo governo federal para, de acordo…

Leia mais
Modernização da Junta Comercial do Estado do Paraná traz benefícios a empresários, contadores e operadores do direito

Modernização da Junta Comercial do Estado do Paraná traz benefícios…

Sistema Empresa Fácil desburocratizou diversos serviços, proporcionando mais agilidade para os negócios   Mesmo antes que a pandemia obrigasse as organizações a acelerar seus processos…

Leia mais
Empresas com participação estrangeira devem entregar a Declaração do Censo Quinquenal

Empresas com participação estrangeira devem entregar a Declaração do Censo…

Quem perdeu o prazo de envio das informações ao Banco Central deve regularizar a situação o quanto antes   A cada cinco anos, as empresas…

Leia mais