Artigos e Publicações

Adimplemento Substancial: contratos cumpridos

Adimplemento Substancial: contratos cumpridos

Publicado em 07/01/2020

Quebra contratual não pode ocorrer quando principal obrigação acordada já foi cumprida

Cada vez mais a “Teoria do Adimplemento Substancial” vem sendo utilizada como justificativa jurídica para a resolução de imbróglios contratuais. Por regra, contratos são firmados para serem cumpridos. Ainda assim muitos contratantes ignoram esse fato e buscam o rompimento contratual sem pretexto ou por motivos pouco relevantes. Segundo a teoria referida, quando grande parte do contrato já foi cumprido, incluindo as principais obrigações firmadas, a parte lesada não poderá rescindir o contrato.

De acordo com Frederico Lourenço, sócio do Departamento Contencioso da Andersen Ballão Advocacia, ainda que o Código Civil indique a escolha entre a rescisão e o cumprimento do contrato, no entendimento da teoria a parte prejudicada pode somente pleitear o cumprimento das obrigações faltantes ou eventuais perdas e danos. “Atualmente, o exame das questões que envolvem a rescisão de contrato vem sendo realizado de forma muito mais parcimoniosa, impedindo-se que um dos contratantes livremente busque a rescisão dos contratos e os efeitos daí advindos, privilegiando-se o cumprimento do contrato e a observância das suas disposições”, explica Lourenço.

Baseado no princípio da boa-fé, que exige que os contratos sejam firmados e norteados por fundamentos como honradez, integridade, retidão e transparência, o “Adimplemento Substancial” tem preservado negócios jurídicos de modo a não conferir prejuízo nem para o contratante nem para o contratado – além de evitar situações como enriquecimento ilícito. Prioriza-se, assim, a preservação da relação contratual, impedindo-se que o inadimplemento de uma obrigação de menor importância permita ao credor romper o vínculo contratual, com as graves consequências daí decorrentes.

Matérias Relacionadas

Observatório da Cultura Paranaense promove união de entidades inédita no estado

Observatório da Cultura Paranaense promove união de entidades inédita no…

Com assessoria jurídica da Andersen Ballão Advocacia, entidade apoia projetos culturais, científicos, históricos, literários, artísticos, gastronômicos, entre outros   Sediado oficialmente no prédio histórico do…

Leia mais
Clareza do contrato social é importante em favor da continuidade da empresa após a morte de sócios

Clareza do contrato social é importante em favor da continuidade…

DREI admite a transferência de quotas sem alvará judicial ou escritura pública de partilha   Uma decisão recente do Departamento Nacional de Registro Empresarial e…

Leia mais
Convênio da ABA com o Programa FAE LAW Experience capacita estudantes para a prática do direito

Convênio da ABA com o Programa FAE LAW Experience capacita…

O desenvolvimento das habilidades pessoais e profissionais necessárias no mercado jurídico é o foco da parceria   A prática do direito requer, por natureza, atualização…

Leia mais