Artigos e Publicações

Diálogo entre o novo Ministério da Cidadania e Unesco promete expandir ações nas áreas de desenvolvimento social, cultura e esporte

Diálogo entre o novo Ministério da Cidadania e Unesco promete expandir ações nas áreas de desenvolvimento social, cultura e esporte

Publicado em 07/01/2020

ABA atua fortemente nas áreas de cultura, terceiro setor e na assistência à infância em situação de vulnerabilidade

A Andersen Ballão Advocacia atua nas áreas Social, de Cultura e Terceiro Setor, e avalia positivamente a recente iniciativa de manutenção e expansão dos projetos do novo Ministério da Cidadania em parceria com a Unesco, por meio da ampliação do acordo de cooperação internacional entre a nova pasta ministerial e a agência da ONU, que tem realizado importantes ações no país.

Em entrevistas à imprensa, a diretora da Unesco no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, citou a nova diretriz do Ministério de “transversalidade entre as áreas”, e disse esperar que ela irá “permitir otimizar e alavancar a inclusão social, o combate à pobreza e o desenvolvimento social inclusivo e sustentável”.

O ministro Osmar Terra e a diretora da Unesco conversaram ainda sobre oportunidades e perspectivas para 2019, entre elas: o fortalecimento e a gestão de riscos de instituições de Cultura, como os museus, e a ampliação do programa Criança Feliz, para que, até o final do ano, ele passe a atender 1 milhão de crianças até 6 anos de idade.

A atenção à infância em situação de vulnerabilidade é um compromisso da ABA, especialmente em sua atuação em prol do Instituto Princesa Benedikte, presidido pelo sócio-fundador da ABA, Dr. Wilson José Andersen Ballão. A nova sede do lar, que abrigará crianças retiradas da guarda dos pais pela tutela judicial e contará com diversos projetos de apoio, será inaugurada em outubro de 2019 com a presença da princesa Benedikte Astrid Ingeborg Ingrid, da Dinamarca.

“A atenção voltada às crianças é de singular importância, pois nessa fase se dá a construção da personalidade e o aprendizado em relação às emoções e valores”, salienta Marcella. “Quanto melhor uma criança estiver atendida pela família, escola e Estado, melhores condições de futuro ela terá.”

Em janeiro, a junção de três antigos ministérios do governo federal em uma única pasta, a da Cidadania, deixou apreensivos profissionais das áreas da Cultura, Esporte e Desenvolvimento Social com relação à provável redução de verbas.

“Com o tempo, poderemos averiguar com precisão os aspectos negativos e positivos dessa junção”, avalia a coordenadora do Departamento de Assuntos Culturais e Terceiro Setor, Marcella Souza. “Certamente a junção pressupõe certa redução de verbas para essas áreas, o que poderá prejudicar de certa forma as secretarias.”

Uma área que inspira grande preocupação é a manutenção dos bens históricos e culturais do país, especialmente após o incêndio que destruiu o Museu Nacional. Por outro lado, a tragédia faz com que os responsáveis pela gestão do patrimônio brasileiro busquem alternativas para uma maior segurança de imóveis e acervos.

“Após os acontecimentos de 2018, percebemos que há uma maior preocupação com a gestão de risco do patrimônio e a preservação da imagem e idoneidade de instituições das mais diversas áreas do terceiro setor, especialmente a cultural, e temos atendido entidades com essa preocupação desde então”, afirma Marcella.

Matérias Relacionadas

Ombudsman da ABA quer dar ainda mais agilidade ao trabalho…

A ideia da atuação do ombudsman é fazer a ponte entre o advogado e o cliente quando necessário Objetivando um atendimento ainda mais personalizado e…

Leia mais

O que muda com a nova Lei sobre tributação de…

Advogado tributarista destaca que é essencial manter toda a documentação suporte, como  extratos bancários e balanços das empresas no exterior, para eventual apresentação à Receita…

Leia mais

A responsabilidade do empregador sobre atos do empregado

Apesar de ocorrer a responsabilização do empregador por ato do empregado, é possível que o empregador busque o ressarcimento por eventuais prejuízos causados pelo empregado…

Leia mais