Artigos e Publicações

Panorama do mercado jurídico

Panorama do mercado jurídico

Publicado em 07/01/2020

Confira as projeções para a advocacia em 2017 e como a Andersen Ballão está se posicionamento neste contexto

No final de 2016, a consultoria Robert Half divulgou uma pesquisa sobre como os escritórios de advocacia nacionais lidaram com a crise econômica que assolou o Brasil durante o ano passado. O estudo verificou que as bancas que souberam se reavaliar e se reposicionar conseguiram se adaptar à realidade do mercado com excelência trazendo para 2017 novas tendências no campo da advocacia.

A ampliação do escopo de trabalho, a especialização dos processos de gestão jurídica, o desenvolvimento de competências empreendedoras entre os advogados, a capacitação de trabalho em diferentes idiomas. Essas foram algumas das reações dos escritórios de advocacia diante da crise, de acordo com o levantamento da Robert Half.

Como tendência para 2017, a gerente sênior da consultoria, Mariana Horno, sinaliza: “bancas mais especializadas cada vez mais têm feito associações e parcerias para ampliar o escopo de atuação do escritório. Dentro das empresas, a tendência é de que altos executivos aumentem suas atividades, acumulando funções de compliance e jurídico, por exemplo”.

Em consonância com o estudo da Robert Half, a 11ª edição do Anuário Análise Advocacia 500 também identifica transformações no universo da advocacia citando a profissionalização da gestão e a mensuração de resultados como tendências.

Em matéria de abertura de sua última edição, o Anuário verificou que as bancas mais admiradas do Brasil estão, em sua maioria, posicionadas como abrangentes: “há 11 anos, a maior parte dos escritórios era full service. Hoje, a representação dos escritórios especializados recuou. No Brasil de 2016, a economia se sofisticou, as empresas profissionalizaram sua gestão e o advogado negocia com o cliente falando diretamente e apresentando soluções claras com resultados mensuráveis”.

A Andersen Ballão Advocacia caminha em sintonia com as tendências apontadas acima. Em 2012, a contratação de consultoria especializada em Gestão de Serviços Jurídicos e o investimento em setores gerenciais revolucionou diversas áreas do escritório. Desde então, por meio da contratação de profissionais e fornecedores especializados, a ABA vem aprimorando seus setores de Gerência Jurídica, Financeiro, Controladoria Jurídica, Recursos Humanos e suas estratégias de Comunicação.

Matérias Relacionadas

Ombudsman da ABA quer dar ainda mais agilidade ao trabalho…

A ideia da atuação do ombudsman é fazer a ponte entre o advogado e o cliente quando necessário Objetivando um atendimento ainda mais personalizado e…

Leia mais

O que muda com a nova Lei sobre tributação de…

Advogado tributarista destaca que é essencial manter toda a documentação suporte, como  extratos bancários e balanços das empresas no exterior, para eventual apresentação à Receita…

Leia mais

A responsabilidade do empregador sobre atos do empregado

Apesar de ocorrer a responsabilização do empregador por ato do empregado, é possível que o empregador busque o ressarcimento por eventuais prejuízos causados pelo empregado…

Leia mais