Artigos e Publicações

Recente Instrução Normativa ajusta regras do Siscoserv

Publicado em 8 de janeiro de 2020

Desnecessidade de registro de juros de empréstimos

Mediante a Instrução Normativa nº 1707/2017, publicada em abril deste ano no Diário Oficial da União, a Receita Federal esclarece que a obrigação de prestar informações no Siscoserv não abrange o valor de juros decorrentes de operações de empréstimo e financiamento realizadas entre residentes ou domiciliados no Brasil e residentes ou domiciliados no exterior.

O Siscoserv é o Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio. Trata-se de um sistema similar ao Siscomex, cuja aplicação se limita ao comércio internacional de mercadorias. A criação do Siscoserv, para o registro de serviços comercializados no mercado internacional, teve igualmente tratados internacionais como referência. Neste sistema os serviços são classificados conforme a NBS (Nomenclatura Brasileira de Serviços).

O advogado Diego Américo Beyer, do Departamento Societário da Andersen Ballão Advocacia, explica que a recente Instrução Normativa da Receita Federal dá mais clareza às orientações anteriores do MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços) e da Receita Federal referentes ao Siscoserv.

“Com a IN 1707, a Receita deixou claro o entendimento de que juros decorrentes de operações de empréstimo não se enquadram dentre as operações sujeitas a registro no Siscoserv. Assim sendo, a Receita reconheceu formalmente o entendimento esposado, de longa data, por nosso escritório, de que não é possível, no âmbito comercial, equiparar serviços com a simples remuneração de capital decorrente de juros” – explana Diego.

Em relação a possíveis multas para quem não apresentou informações referentes ao valor de juros decorrentes de operações de empréstimo e financiamento, o advogado da ABA explica que a própria IN 1707, em atenção a tal questão, determina que multas não são aplicáveis, inclusive em relação aos anos-calendário anteriores.

“Isso foi, por muito tempo, objeto de dúvida e preocupação de muitas empresas, receosas de que a omissão de registro de dados referentes a juros no Siscoserv implicaria uma infração punível com multa. Enfim, a recente IN resolveu esta questão de forma transparente, trazendo tranquilidade ao empresariado.”

Artigos Relacionados

É possível alterar o índice de correção monetária…

O índice mais comum para reajuste de preços de contratos de locação, o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), teve alta expressiva no ano…

Leia mais

Entenda o que mudou na Recuperação Judicial e…

A Lei 14.118, de 24 de dezembro de 2020, que entrou em vigor em 23.01.2021, alterou alguns pontos relevantes da Lei de Recuperação Judicial e…

Leia mais

Notas sobre Quotas Preferenciais sem Direito a Voto…

Em 10 de junho desse ano, o Departamento de Registro Empresarial e Integração (DREI) emitiu a Instrução Normativa nº 81/2020 consolidando diversos pontos muito discutidos…

Leia mais