Artigos e Publicações

Mesmo com a pandemia, adoções e acolhimentos foram mantidos no país

Mesmo com a pandemia, adoções e acolhimentos foram mantidos no país

Publicado em 1 de julho de 2021

Justiça acelerou processos e muitas crianças ganharam um novo lar

 

Apesar de o número de adoções de crianças e adolescentes ter caído em média 20% no Brasil em 2020, em algumas unidades de acolhimento essa realidade foi diferente. Foi o caso do Lar Dona Vera, instituição parceira do poder público e que utiliza imóvel do Instituto Princesa Benedikte (IPB, administrado pela Andersen Ballão Advocacia – ABA).

A partir dessa instituição, situado no bairro Santa Felicidade, em Curitiba (PR), foram desacolhidas cerca de 60 crianças, seja por meio de adoções ou retorno familiar ao longo do ano passado. Para a presidente voluntária Mônica Tindó, a digitalização da Justiça contribuiu para a maior agilidade dos processos. “Agiram muito rápido. Creio que nunca veremos um número de adoções como em 2020”, acredita a gestora.

De acordo com o advogado Francisco Bley, do Departamento de Assuntos Culturais e Terceiro Setor da ABA, a pandemia exigiu a reformulação de diversas etapas do processo de adoção, especialmente no estágio de convivência, quando a família visita a criança, até a decisão definitiva de guarda. “Com a pandemia, frente à necessidade de isolamento social, esses e outros acompanhamentos foram remodelados, passando a ser feitos por videochamadas, ligações e mensagens”, explica o profissional.

Por outro lado, durante a pandemia, com as escolas fechadas, caiu drasticamente o número de denúncias às varas da infância, visto que os estabelecimentos de ensino são as principais fontes desse tipo de alerta às autoridades.

“As instituições de acolhimento são fundamentais para a segurança da infância no Brasil. Temos crianças que vêm de ambientes totalmente inadequados, e quando chegam aqui, não querem mais sair. Elas realmente encontram um porto seguro.”

Conheça o IPB

O Instituto Princesa Benedikte (IPB), que tem na pessoa do Dr. Wilson J. Andersen Ballão seu principal dirigente, recebe da ABA todo o suporte jurídico e administrativo. Além disso, o escritório foi o principal responsável pela construção e pela viabilização da sede do Instituto, cuja inauguração contou com a presença da Sua Alteza Real a Princesa Benedikte da Dinamarca, patrona do IPB, em outubro de 2019.

 

Comunicação Andersen Ballão Advocacia

Matérias Relacionadas

Voluntariado remoto é oportunidade para empresas ampliarem atividades sociais na pandemia

Voluntariado remoto é oportunidade para empresas ampliarem atividades sociais na…

Descubra como cada setor pode utilizar essa modalidade para marcar presença na área de responsabilidade social   Sua empresa dá oportunidade aos funcionários de trabalhar…

Leia mais
Reabertura, ainda que parcial, traz novo fôlego aos agentes culturais

Reabertura, ainda que parcial, traz novo fôlego aos agentes culturais

IAOSP grava série de vídeos no Teatro Guaíra e espera logo poder contar com o público presente   Com a reabertura de alguns espaços culturais…

Leia mais
ABA apoia boa ação de escoteiros para atender famílias que vivem abaixo da linha da pobreza em Almirante  Tamandaré

ABA apoia boa ação de escoteiros para atender famílias que…

Grupo Escoteiro São Luiz de Gonzaga, Andersen Ballão Advocacia e outros parceiros arrecadaram 8 toneladas de alimentos em maio   O Grupo Escoteiro São Luiz…

Leia mais